Sugestões para melhorar a integração Metrô-Bicicleta

IMG_3266

Para investir em mobilidade sustentável, trilhos e bicicletas devem andar juntos! A Rodas da Paz realizou vistoria nas estações Terminal Ceilândia, Praça do Relógio, Águas Claras e Estação Central a convite do Metrô. Um dos objetivos era coletar insumos para os novos editais de construção de mais estações para o Metrô e de aquisição de novos trens. Os editais devem incorporar elementos que facilitem a integração com o uso da bicicleta.

O Metrô-DF já é o metrô mais inclusivo do país em relação à bicicleta, pois não possui restrição ao uso: em qualquer horário e em qualquer dia da semana, as pessoas podem embarcar com bicicleta no último vagão.

As sugestões feitas para as estações dizem respeito à instalação de paraciclos em locais visíveis aos funcionários do metrô, para oferecer maior segurança, e também à possibilidade de transporte da bicicleta na escada rolante e elevadores, sem que isso atrapalhe o fluxo dos demais usuários. A sinalização das estações também foi pontuada como algo a ser consolidado.

O Metrô tem muito a ganhar com a integração com a bicicleta, pois os usuários em potencial passam a estar num raio maior de alcance das estações. Enquanto que em 15 minutos um pedestre anda em média 1km, um ciclista se desloca por 4,5km, tornando a viagem de metrô mais interessante numa área maior.

IMG_3264

A recomendação para os novos trens é que eles contem com algum modelo de suporte para fixar a bicicleta, de modo que ela não fique solta no vagão.

IMG_3265

Para acessar o relatório na íntegra, clique aqui: integração bicicleta metrô

Uma das bases de nossa contribuição, além das vistorias, foi uma tese de doutorado na Engenharia de Transportes da UnB, da Mariana Paiva. Recomendamos a leitura, acesse: Tese Mariana de Paiva

Uma ideia sobre “Sugestões para melhorar a integração Metrô-Bicicleta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *