Rodas da Paz protocola representação para MPDFT acompanhar atropelamento de Raul Aragão

A Rodas da Paz protocolou nesta segunda feira 06 de novembro representação ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios pedindo o rigoroso acompanhando do atropelamento de Raul Aragão, ocorrido na L2 Norte dia 21 de outubro.

A Representação menciona que “A atuação do MPDFT, junto à autoridade policial, faz-se necessária e urgente, ao se considerar que, quanto ao autor do fato que resultou na morte do ciclista, apesar de abordado em flagrante, não se tem informação de que tenha sido conduzido à delegacia nem que tenha prestado seu depoimento ou liberado mediante pagamento de fiança. Carece ainda o devido relato sobre possível embriaguez ao volante ou o uso de outras substâncias, ou ainda sobre a existência de acompanhantes dentro veículo. Uma vez decorridos já 15 dias do delito, não se tem conhecimento de que o condutor do veículo autor do fato,  tenha prestado depoimento.”

A família de Raul Aragão, por meio de seus pais e irmãos, participaram do ato de entrega no MPDFT.

Uma ideia sobre “Rodas da Paz protocola representação para MPDFT acompanhar atropelamento de Raul Aragão

  1. Ana Silvia Pires

    CARRO NÃO MATA. QUEM MATA É O CERUMANU!
    A mautorista que matou o ciclista Raul estava no momento da frenagem a 95km. Seu nome é Johann Homonnai, filho e neto dos donos da loja Biscoitos Mineiros e filho de advogado. Ele também é aluno da UnB como Raul era, só que no curso de Engenharia Elétrica.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *