Rodas da Paz e DER discutem EPTG e TTN

20161117_183507
 
No dia 17/11/16, o DER recebeu a Rodas da Paz para conversar sobre a ciclovia da EPTG e o Trevo de Triagem Norte (TTN). Do órgão distrital participaram o Diretor Geral, Henrique Ludovice, a Diretora de Estudos e Projetos, Ery Brandi, e o Superintendente de Trânsito, Cristiano Cavalcante. Da ONG estiveram presentes Tom Barros, Bruno Leite e Rafael Stucchi.
 
Sobre a ciclovia da EPTG, o projeto foi finalizado e está disponível para quem estiver interessado. O Diretor Geral do DER também concordou em compartilhar o Termo de Referência, assim que concluído, e não se manifestou contrário à participação da Rodas da Paz na análise do edital, ainda antes de sua publicação, para possíveis correções.
 
A próxima etapa será o lançamento da licitação que, no entanto, ainda não tem data prevista. O projeto foi orçado em quase 11 milhões de reais, dos quais 6 milhões já foram aprovados pelo Banco do Brasil. Segundo o Diretor Geral, os quase 5 milhões faltantes seriam angariados com os deputados do DF por meio de emendas parlamentares.
Colocamos o projeto nos links abaixo:
 O que você achou dele? Deixe aí embaixo seus comentários.
 
Já em relação ao TTN, os representantes da Rodas da Paz questionaram sobre a incorporação da proposta elaborada pela Secretaria de Mobilidade – SEMOB ao projeto do DER. De acordo com o relatório de análise elaborado pela Rodas da Paz, o projeto do TTN, como está sendo implantado, teve como concepção a ampliação da capacidade rodoviária, visando o fluxo livre dos veículos motorizados. A preocupação com os demais usuários da cidade, como usuários de transporte público, pedestres e ciclistas, foi claramente marginal e a infraestrutura a eles destinada, além de insuficiente, foi projetada de modo a reduzir ao máximo as interferências com a malha rodoviária.
A fim de mitigar os impactos negativos do projeto para ciclistas e pedestres, a proposta da SEMOB se baseia em deslocamentos mais eficientes para essas pessoas, em relação à concepção original do TTN. Em resposta, Henrique Ludovice comunicou que a empresa supervisora da obra, com base no que foi apresentado pela SEMOB, está elaborando uma contra-proposta, que, assim que finalizada, será apresentada para a sociedade. Entretanto, não foi indicada uma data prevista.
Por fim, o Diretor Geral do DER não informou se essas alterações de projeto da rede cicloviária caberão no aditivo contratual do complexo rodoviário. Em contrapartida, esclareceu que, caso necessário, nova licitação seria lançada.
 
Entenda mais sobre esses casos! Veja o que já publicamos sobre a EPTG aqui e o sobre o TTN aqui.

3 ideias sobre “Rodas da Paz e DER discutem EPTG e TTN

  1. Marcos Seguros

    Excelente idéia, os ciclista precisam cade vez mais de pessoas assim que buscam manter esse hobby que é muito bom para a saúde, além da segurança, Parabens pela iniciativa “Rodas de Paz”, realmente representam a comunidade do Pedal.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *