Quantas ghosts bikes o DF tem?

Ghost Bikes são bicicletas brancas instaladas em locais de atropelamentos fatais com ciclistas, como memoriais em homenagem a quem perdeu a vida para a pressa de alguém, para a falta de planejamento viário, para a omissão do poder público.

Também têm o objetivo de evitar que aquela morte caia no esquecimento, sendo considerada apenas um inconveniente temporário ao trânsito de uma tarde qualquer. A ação é realizada em todo o mundo e também no Brasil.

 

Em Brasília, já foram instaladas diversas Ghost Bikes, relacionadas abaixo:

1 – Pedro Davison – 113 Sul – Eixão – 2006
2 – Igor Torres Pereira – Passarela da Estrutural – 2013 (roubada)
3 – Carol Scartezini – Eixo Monumental – Torre de TV/McDonalds – 2013 (removida por obras da Novacap para a Copa do Mundo)
4 – Luís Fernando – BR 060 KM 11 – GO – 2013
5 – José Ribamar – Guará II QI 24 (próximo à Potiguar) – 2014
6 – Francisco Vidal – EPTG – Flórida Mall/Viaduto Água Claras – 2014
7 – Fabrício Torres – L4 norte – próximo ao Iate Clube – 2015
8 – Antônio Fonseca – Quadra 211 (próximo ao balão da 26ª DP), Samambaia Norte – 2015
9 – Raul Aragão, L2 Norte, no retorno para a entrequadra 406/407 – 2017

As bicicletas brancas servem como um alerta aos condutores de automóveis para que tomem mais cuidado com as vidas que pedalam pelas ruas, lembrando que um ciclista é uma pessoa e não um obstáculo, com família, amigos, filhos, amores e sonhos.
(Texto adaptado de: Ghost Bikes – Vá de Bike)

Sabe de mais alguma ghost bike no DF que não está nessa relação? Conta pra gente onde fica e em homenagem a quem foi feita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *