Passeio Anual da Rodas da Paz – Inscrições Encerradas

XII Passeio Rodas da Paz— inscrições encerradas —

As inscrições foram encerradas nessa quinta feira dia 7 de agosto, mas mesmo sem se inscrever você é muito bem vindo no Passeio e nós adoraremos pedalar com você!

No dia 10 de agosto de 2014, a ONG Rodas da Paz realizará mais uma edição do seu tradicional passeio ciclístico. Além do percurso tradicional até a Ponte JK, esse ano faremos um circuito também menor na Esplanada, especialmente para as famílias que irão pedalar com crianças pequenas, será o Passeio Rodinhas da Paz!

Durante a concentração do passeio, será lançada ainda a Rodas do Livro, uma feira itinerante de troca de livros de literatura. Traga o seu para doar e escolha outro que deseja ler. Haverá declamação de textos com poetas da cidade. Participe! Ao respeitar a bicicleta e promover a cultura, a gente vai mais longe.

Todo ano, o evento reúne milhares de ciclistas. Trata-se de um momento importante de levantar a causa da paz no trânsito e reforçar o compromisso do governo com melhorias nas condições de mobilidade urbana sustentável.

O passeio transforma-se numa verdadeira festa, que conta com a presença de ciclistas de todas as idades e, também, de patinadores, skatistas e corredores. Além disso, é gratuito, aberto a toda população do Distrito Federal, e independe da inscrição prévia. Apenas inscritos participam do sorteio de brindes.

==============================================================================

SAIBA MAIS SOBRE O TEMA DO PASSEIO 2014

BICICLETA GERA GENTILEZA

O mundo tem um monte de índices. Se inventassem um índice de gentileza, a cidade que tivesse mais bicicletas seria uma cidade mais gentil. Quanto mais bicicletas nas ruas, melhor a vida para todos.

Mesmo quem não pedala se beneficia com a bicicleta no trânsito. Com mais ciclistas e pedestres nas ruas, não apenas os motoristas ficam mais atentos, mas também os governos tendem a investir em mais e melhor infraestrutura. Junto com esse investimento, vêm as campanhas educativas. A bicicleta no trânsito é uma aula diária de convivência e respeito às diferenças.

Em um acidente a 64km/h, 85% dos pedestres atingidos morrem e nenhum sai ileso. A 32km/h, 5% morrem e 30% sobrevivem ilesos. Velocidade mais baixa significa também mais incentivo aos meios sustentáveis de deslocamento, como caminhar, pedalar ou utilizar o transporte público, possibilitando conforto e fluidez nos trajetos.

Este é um padrão observado em várias partes do mundo: quanto mais gente utiliza a bicicleta como meio de transporte, menores são as taxas de fatalidades. Aí reside o potencial da bicicleta como instrumento pela pacificação do trânsito.

Nos EUA, a avaliação estatística dos dados de trânsito feita pela organização Alliance for Biking & Walking em parceria com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, não deixa dúvidas: as cidades com a maior participação de ciclistas têm as menores taxas de fatalidades com bicicletas. Na Holanda, após a bicicleta se tornar parte integral da política de transportes, as mortes de crianças caíram de mais de 400, em 1971, para 14 em 2010. Na cidade de Bogotá, na Colômbia, de 1995 a 2003, o governo aplicou um conjunto de medidas voltadas para pedestres e ciclistas que reduziu em 3 vezes a mortalidade no trânsito.

Em Brasília, com o programa Paz no Trânsito e a implementação da faixa de pedestre (1995 a 1998), em três anos as mortes envolvendo pedestres caíram em 50%. Sem campanhas educativas de massa, as mortes de ciclistas demoraram o dobro do tempo para cair na mesma proporção. No Brasil, a violência no trânsito ainda é responsável pela morte de 65 mil pessoas a cada ano, o que equivale a 4 anos da Guerra do Iraque.

A bicicleta é um veículo econômico, ágil e prático. Ajuda a evitar engarrafamentos, pois, mesmo quando não pode ser utilizada em longas distâncias, pode ser combinada com outros meios de deslocamento e reduzir os índices de poluição e de stress.

Quem pedala é mais saudável e vive a cidade de maneira mais leve. Fica mais fácil fazer amigos, descobrir novos lugares, desfrutar caminhos e tudo isso, junto, vai deixando a cidade mais bacana.

PERCURSO ADULTO

Percurso adulto

 

PERCURSO INFANTIL

Percurso infantil

39 ideias sobre “Passeio Anual da Rodas da Paz – Inscrições Encerradas

  1. Ricardo

    Muito bom! Ano passado não pude ir porque tive que cuidar dos meus pequenos, mas este ano eles estarão junto comigo no passeio.

    Responder
  2. Francisco Arsujo de Sousa

    Como pedimos tanto ciclovias na cidade e o governo ate q andou fazendo, podiamos lembra los q as cidades nao tem ligaçao com as outras, isso esta fazendo uma falta enorme naqueles q querem ir trabalhar de bike. Vejam os acidentes q vem acontecendo nas cidades, sao vias de ligaçao de uma cidade a outra. Que justamente sao as vias de maior velocidade e temos q dividir espaços. Por favor seria pra nos de Brasilia uma otima oportunidade e ficariamos agradecidos aos Roda da Paz.

    Responder
  3. Pablo Ferreira

    Ótimo texto. Bem exemplificativo. Fácil de entender. A parte de percentual de mortes assusta um pouco, mas é a realidade.

    Responder
  4. Luis

    Prezados, a saída para o passeio ciclístico adulto será no eixo monumental, mas a partir de onde? qual a referência?

    Responder
  5. Andrei Queiroz Medeiros de Oliveira

    Ola, boa noite. No ano passado eu e meu filho participamos desse mesmo passeio com esse percurso. Foi muito bom tirando a demora que foi muito cansativa e desestimulante. Espero que esse ano o passeio saia no horário marcado. Até o dia 10 eu e meu filho estaremos lá.
    Abraços Andrei e Davi

    Responder
    1. Rodas da Paz

      Olá Andrei!
      Esse ano faremos o circuito Rodinhas da Paz, de apenas 5km, que pode ser super bacana para seu filho!
      Ano passado realmente por uma falha na comunicação por parte da PM tivemos um atraso na liberação do carro de som para conduzir o passeio, esse ano estamos em diálogo contante com o Comando da PM para evitar essa situação.

      Responder
  6. Alison Gomes

    Olá boa tarde!!!

    Fiz minha inscrição do pedal e não chegou a confirmação… como faço pra saber se está tudo certo?

    Insc. Alison Gomes Martins, Natália de Jesus Martins Basso e Wellen Crisley Gomes Basso.

    Aguardo resposta.

    Obrigado!

    Responder
      1. Alison Gomes

        Olá novamente!

        Gostaria de confirmar: Natália de Jesus Martins Basso e Wellen Crisley Gomes Basso.

        Obrigado!

        Responder
  7. Alison Gomes

    Olá novamente!

    Gostaria de confirmar: Natália de Jesus Martins Basso e Wellen Crisley Gomes Basso.

    Obrigado!

    Responder
  8. Alison Gomes

    Olá!

    Gostaria de confirmar as inscrições de Natália de Jesus Martins Basso e Wellen Crisley Gomes Basso.

    Obrigado!

    Responder
  9. brasilia precisa de mais eventos asim para brasilia se concientisar da. boa forma que e andar de biks

    Brasilia precisa de mais eventos assim, para que todos tem mais cuidados no transito

    Responder
    1. gilson cavalcanti

      Brasilia esta precisando de mais eventos desse porte so assim a populacao vai respeitar mais o ciclista

      Responder
  10. francisco

    Boa noite.

    gostaria de confirmar a inscriçao de cassio alves de souza e francisco glenio

    obrigado!!!

    Responder
  11. LUIS CARLOS SILVA SOUSA

    parabéns pela bela iniciativa, que essa celebração possa ser contagiosa para muitos
    que ainda não são adeptos da bike. E que possamos cada vez mais ter bikes na rua
    e mais respeito com o ciclista.

    Responder
  12. Francisco Xavier de Oliveira Neto

    É evidente que o uso da bicicleta terá que ter prioridade no espaço viário, até porque, hoje o incentivo que o usuário de bicicleta tem no Brasil, é muito pequeno. Sou usuário de bicicleta desde os 12 anos de idade, tenho hoje 60. TENHO HOJE, MUITAS DIFICULDADES PARA ANDAR DE BICICLETA AQUÍ EM NATAL.

    Responder
  13. Luciano

    Olá Luís não conseguir fazer minha inscrição e Men a dor meu filho como que eu fasso pois as inscrições foi encerrada posso ir assim mesmo….

    Responder

Deixe uma resposta para Andrei Queiroz Medeiros de Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *