Ponha seus sonhos para pedalar em 2014

Ponha seus sonhos para pedalar em 2014

Retrospectiva 2013 Rodas da Paz

voluntarios

2013 foi um ano especial para a Rodas da Paz. Foi quando a entidade completou dez anos de atuação em prol de um trânsito mais seguro para todos e do uso da bicicleta como meio de transporte. Foi quando a atual diretoria tomou posse, quando aconteceu nossa primeira formação de voluntários, conseguimos uma nova sede e quando realizamos o maior passeio ciclístico da história do DF, com mais de 5 mil participantes.

 Foi um ano de reconhecimento pelo trabalho já feito, como a Cerimônia da Troca da Bandeira onde a Rodas da Paz foi homenageada pelo Exército Brasileiro, e também de realização de novos trabalhos e novas parcerias, como o bike-valet feito durante os festivais Porão do Rock e GreenMove.

A Rodas da Paz foi chamada pela Organização Pan Americana de Saúde para debater a questão da segurança viária, e logo depois foi escolhida pelo Ministério das Cidades como a ONG brasileira a pautar a questão dos ciclistas no evento em Memória das Vítimas do TrânsitoAtendemos também dezenas de chamados da mídia (rádio, jornais impressos e televisão) para ajudar a esclarecer e informar a população.

 A Rodas da Paz continuou com sua atuação positiva, oferecendo exemplos e contribuindo para a promoção do uso da bicicleta, através de parcerias para a instalação e uso de paraciclos em estabelecimentos comerciais, através do ensino gratuito sobre o uso da bicicleta em parceria com o projeto Bike Anjo, da manutenção gratuita de bicicletas na Estrutural com a ação Pimp My Bike e com a já tradicional campanha Doe Bicicleta, realizada sempre ao final do ano.

A atuação cidadã da ONG contou ainda com nossa participação na Conferência das Cidades: na etapa distrital apresentamos propostas e elegemos dois delegados para a etapa nacional. Mantivemos sempre um canal de diálogo aberto com o poder público, colaborando com a elaboração de conteúdo de materiais educativos com o DER, participando de blitz educativa com o DETRAN, comparecendo às reuniões do Fórum de Mobilidade por Bicicleta do DF e exigindo participação da sociedade civil no processo de formulação e avaliação das políticas públicas, com a carta reivindicando a criação do Conselho de Mobilidade e Acessibilidadeassinada por mais de 30 entidades e entregue ao Secretário de Transportes e ao Governador do DF.

Acreditamos que a população tem direito de usufruir da cidade, e assim como fizemos em 2007, em 2013 a Rodas da Paz também se posicionou em defesa do Eixão do Lazer, e da implementação de ruas de lazer em outras cidades do DF, com a campanha #ocupaeixão e a organização de diversas atividades na semana do Dia Mundial Sem Carro, como o desafio intermodal

 Sabemos que ainda há muito por fazer. Prova disso são as ghost bikes instaladas esse ano no DF, em memória de Igor Torres, Carol ScarteziniLuis Fernando e José Ribamar, simbolizando também as vítimas anônimas de um trânsito cada vez mais motorizado, violento e congestionado. Outra prova foi o Tribunal de Contas do DF ter embargado as obras das ciclovias, mostrando que não basta ter centenas quilômetros de ciclovia sendo anunciados pelo governo se eles não forem acompanhados de planejamento e execução de qualidade. Diversas falhas do projeto das ciclovias já haviam sido identificadas pela Rodas da Paz, em suas vistorias cidadãs.

Para conseguir autonomia financeira para ONG continuar com seu papel independente de fiscalizar o poder público, a Rodas da Paz abriu sua lojinha, onde produtos que promovem o uso da bicicleta são vendidos. Todo o recurso arrecadado vai para as atividades sociais da ONG.

 Fizemos muito e queremos fazer ainda mais pelo DF em 2014, quando nossos próximos governantes e representantes serão escolhidos. Contamos com seu apoio nesse caminho.

Para fazer uma doação em nossa conta do Banco do Brasil, anote os dados:
Agência: 2944-0
Conta Corrente: 13.829-0

Para se associar a Rodas da Paz, clique aqui.

 Em 2014, ponha seus sonhos para pedalar.

CicloAbraços,
Rodas da Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.