MANIFESTO PELA VIDA NO TRÂNSITO

MANIFESTO PELA VIDA NO TRÂNSITO

Por ocasião da colocação de trê Ghost Bikes no mês de outubro de 2020, a Rodas da Paz decidiu lançar esse manifesto defendo políticas públicas necessárias para que cesse a morte de ciclistas no DF. Segue o texto:

——————————————————————————————————————–

Em 2020, 8 ciclistas foram mortos nas vias de Brasília. Todos as fatalidades tiveram relação com as altas velocidades praticadas nas vias da nossa cidade, que neste ano ceifaram 138 vidas no nosso trânsito.
É hora do GDF se posicionar de forma mais contundente para evitar essas mortes. A atual política tem sido de não incomodar o carro enquanto tentam construir uma estrutura para os ônibus, bicicletas e pedestres em volta dessa prioridade aos veículos que mais matam, poluem e ocupam espaço na cidade. Essa prioridade contraria as disposições do Código de Trânsito Brasileiro, que coloca que o maior deve proteger o menor. Da mesma forma que os pedestres têm prioridade na faixa de pedestre, os ciclistas também devem ter nos cruzamentos. Os órgãos competentes precisam tomar medidas técnicas que coíbam os crimes de trânsito, desde educação e conscientização de motoristas à fiscalização e infraestrutura adequada.

E para essas entidades, recomendamos as seguintes medidas: 

INFRAESTRUTURA:

1. A redução de velocidade das vias diminui a fatalidade das colisões, impacta MUITO POUCO no tempo de viagem dos carros, não tem custos para implementar e ainda economiza gasolina.

2. Acalmamento de tráfego: complementar à redução de velocidades, estreitamentos de vias, sonorizadores, lombadas e faixas de travessia para pedestres são ferramentas para que os motoristas conduzam com mais atenção e com maior tempo de reação, evitando acidentes. 

3. Sinalização vertical e horizontal de rotas e travessias de bicicleta para que sejam vistas ao transitar perto ou ao cruzar com o carro.

FISCALIZAÇÃO

  1. Implantação de câmeras que medem a velocidade média dos carros para que a velocidade não seja respeitada somente antes dos pardais.
  2. Multar os veículos que estacionam em cima da estrutura viária.

EDUCAÇÃO:
Ensinar essas regrinhas básicas desde cedo nas escolas e nos cursos de formação de condutores, cujas provas DEVEM incluir perguntas sobre as leis referentes aos ciclistas.

Não podemos normalizar e aceitar milhares de mortes no trânsito da nossa cidade, todos precisam se locomover e queremos fazer isso em segurança.

A ONG Rodas da Paz trabalha com a promoção da mobilidade sustentável, plural e pacífica, como direito de todas as pessoas. Acompanhe-nos nas redes                                                                           @rodasdapaz

Motorista, o que você pode fazer para termos um trânsito seguro sem mortes de pessoas:

  • Ande dentro do limite de velocidade máxima da via;
  • Ao ultrapassar um ciclista, reduza sua velocidade e dê distância lateral de 1,5 metro;
  • Se beber, não dirija;
  • Não jogue o carro ou objetos no ciclista e pedestre;
  • Dê preferência à passagem de pedestres e ciclistas.

Ciclista, o que você pode fazer para termos um trânsito seguro e sem mortes de pessoas:

  • Ande no sentido da via, sempre;
  • Em vias de menor velocidade, ocupe ⅓ da faixa. A borda da faixa tem buracos, bueiros e toda a sujeira da via que os carros jogam para lá. 
  • Use roupas claras, coloridas e luzes à noite. Sempre que possível, com refletivos;
  • Esteja atento à via e aos motoristas. Troca de olhares é essencial para ser notado.
  • Sinalize sua intenção ao indicar com as mãos que irá trocar de sentido e pedir preferência
  • Respeitem o pedestre sempre, mesmo que ele esteja caminhando na ciclovia. Respeite ainda mais quando você tiver que andar numa calçada. Passe devagar por perto deles e se fazendo notar com alguma palavra ou som baixo e amigável.

Não podemos normalizar e aceitar milhares de mortes no trânsito da nossa cidade, todos precisam se locomover e queremos fazer isso em segurança.

A ONG Rodas da Paz trabalha com a promoção da mobilidade sustentável, plural e pacífica, como direito de todas as pessoas. Acompanhe-nos nas redes @rodasdapaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.