É proibido trafegar em acostamento, ANTT

É proibido trafegar em acostamento, ANTT

Aproveitando que o Contran lançou hoje (17/3) a Resolução 897/20 que seria, em tese, sobre um programa de segurança nas estradas, queremos cobrar que a Agência Nacional de Transportes Terrestres, @antt, responsável pelo contrato com a concessionária Via-040, seja pressionada a recuar da decisão de liberar o acostamento para a circulação de veículos (prática proibida pelo Código de Trânsito brasileiro), entre 5h e 9h.
A BR-040 não tem ciclovia, o acostamento era o espaço que os ciclistas do Entorno goiano e de cidades do DF utilizavam para fazer o percurso entre a casa e o trabalho no Plano Piloto.
A decisão da Via-040 custou a vida de Edvaldo Santos Dias, segurança do Hospital Sarah, que foi morto por um motorista em alta velocidade no dia 21 de dezembro do ano passado, no início da manhã, próximos à entrada da Cidade Ocidental (GO), em frente ao Mercado Vivendas e à Unidesc.
Dois dias depois do crime, dezenas de ciclistas fizeram um protesto em repúdio ao crime e fixaram uma bicicleta branca (Ghost Bike) em memória de Edvaldo. A bicicleta foi arrancada duas vezes do local. A morte de Edvaldo segue sem uma apuração que leve ao nome de quem o matou.
Sobre a resolução do Contran, lendo o documento, item por item, nada será feito para conter a variável que determina a violência das colisões e atropelamentos: a velocidade. A única coisa concreta é um questionário que os agentes de fiscalização terão de preencher quando abordarem o motorista na estrada.

Entenda porque as estradas do Brasil se tornaram ainda mais perigosas:

Estradas federais reduziram radaes? O que mudou após decisões de Bolsonaro

RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 897, DE 9 DE MARÇO DE 2022, Programa RODOVIDA

Manifestação dos cliclistas contra o uso do acostamento na BR-020