Avaliação e sugestões sobre o novo aplicativo do GDF para Bicicleta: Ciclovida DF

Avaliação e sugestões sobre o novo aplicativo do GDF para Bicicleta: Ciclovida DF

Maio de 2014

Tela inicial do Ciclovida DF
Tela inicial do Ciclovida DF

O GDF anunciou recentemente o seu aplicativo oficial de incentivo a utilização das bicicletas como meio de transporte e qualidade de vida. Apesar de ainda não ter sido lançado oficialmente, o Ciclovida DF já está disponível para iOS na Apple App Store e para Android no Google Play Store.

A Rodas da Paz participou das primeiras reuniões onde a implementação do CIclovida DF foi proposta. Agora, após a primeira versão lançada, apresentamos as nossas primeiras impressões e sugestões para a melhoria do aplicativo.

Segundo a descrição do próprio aplicativo, o CiclovidaDF ajuda o usuário a aproveitar todo o potencial do seu estilo de vida sobre duas rodas no Distrito Federal, apresentando os mapas das ciclovias, dicas e recomendações de trilhas e trajetos além de permitir o compartilhamento de dicas, opiniões sobre percursos e o rastreio de pedaladas através do GPS.

Ainda em sua página na Apple Store e Google Play, as principais funcionalidades do aplicativo são:

  • Mapa completo da malha cicloviária do DF.
  • Sugestões de roteiros urbanos e rurais com vários níveis de dificuldade para você ter sempre onde pedalar.
  • Dicas de segurança, manutenção e comportamento no trânsito.
  • Rastreio via GPS: mapeie seu percurso e veja informações sobre suas pedaladas.
  • Veja comentários de outros usuários sobre as rotas sugeridas.
  • Informe outros usuários sobre as condições das ciclovias e das localizações de serviços próximos e estacionamentos de bicicletas e veja os alertas deixados por outros ciclistas.

O maior ponto positivo do aplicativo é o seu apelo colaborativo. Com ele, é possível relatar pontos de interesse que ficam disponíveis para os outros ciclistas (bicicletários, restaurantes, pontos turísticos, etc). Alem disso, os usuários também podem sinalizar pontos mal iluminados, perigos, defeitos, interrupções e outros problemas.

Conforme divulgado, todas as indicações sinalizadas pelos usuários passam por moderação da equipe de administração do aplicativo. Entretanto, em nossos testes, todas as sinalizações enviadas apareceram imediatamente no mapa cicloviário para o conhecimento dos outros usuários. Ao rastrear uma pedalada, o usuário pode assim, ver todas as sinalizações em seu percurso para evitar problemas como buracos, interrupções, assim como localizar bicicletários para estacionar a sua bicicleta. Esse talvez seja a grande vantagem de uso do aplicativo.

Para quem utiliza a bicicleta para o lazer, o aplicativo indica algumas opções de circuitos urbanos categorizados por grau de dificuldade. Para quem gosta de realizar trilhas e pedalar por percursos rurais, o aplicativo indica vários trajetos com dicas e mapas fornecidos em parceria com os Rebas do Cerrado, sendo inclusive possível baixar os mapas dessas trilhas em formato GPX para facilitar a navegação posterior nesses circuitos através de outros aplicativos ou dispositivos de GPS.

O primeiro ponto a ser aprimorado é que o mapa cicloviário completo do DF apresenta trechos que simplesmente não existem. Por exemplo, há indicação de um longo trecho da EPTG onde claramente não existe nenhuma ciclovia (nem completa, nem construção).

Em outro caso, uma ciclovia aparece disponível no Setor Sudoeste onde também não existe nem sinal de ciclovia:

Outro ponto a ser observado é que somente é possível relatar problemas e pontos de interesse se você estiver no local exato do registro. Não é possível, por exemplo, tirar uma foto de um defeito na ciclovia e enviar a sugestão de reparo em outro momento. Nesse sentido, é fácil imaginar que um ciclista tenha receio de parar sua bicicleta em um local sem iluminação para relatar a falta de segurança do local. Uma sugestão para a equipe de desenvolvimento do aplicativo é permitir que os usuários possam marcar o ponto rapidamente para, posteriormente, enviar o relato do problema. Assim, por segurança, o usuário (ciclista ou não ciclista) pode chegar em casa e, com mais segurança, relatar os problemas e pontos de interesse.

Seria interessante, também, que a opção de registro “colaborativo” de problemas e pontos de interesse estivesse disponível no menu principal do aplicativo, já que consideramos independente da opção de rastreamento. Na versão atual, o usuário precisa entrar no modo de rastreamento para relatar problemas (e nem todo ciclista tem interesse em rastrear suas pedaladas, por ser uma atividade que consome carga preciosa das baterias dos smartphones).

Em nossos testes, sentimos falta também da possibilidade de exibir o mapa cicloviário durante o rastreamento da pedalada. O aplicativo permite que o ciclista escolha roteiros para pedalar e assim o percurso do roteiro é apresentado no mapa durante o rastreio. Entretanto, caso o ciclista esteja se locomovendo para seu trabalho e deseje saber os percursos das ciclovias, não é possível visualizar o mapa cicloviário durante o rastreamento. Sabemos que as ciclovias atualmente sofrem de problemas de continuidade, então seria muito interessante que os ciclistas pudessem consultar o aplicativo para verificar o caminho a ser seguido após uma travessia de uma larga avenida, por exemplo.

Principais pontos positivos:

  • Colaboração entre usuários para indicação de problemas nas ciclovias e pontos de interesse.
  • Sugestão de rotas.

Pontos a se aprimorar e sugestões de melhoria:

  • Mapa cicloviário deve ser atualizado, pois apresenta trechos que não existem;
  • Envio de sinalização de problemas e pontos de interesse exige que o usuário esteja no local exato do registro. Sugere-se verificar a possibilidade de fazer marcações rápidas para, posteriormente, enviar o relato detalhado do problema;
  • Marcação não é rapidamente visível, dependendo de entrar no modo de rastreamento; Seria interessante que a opção de registro “colaborativo” de problemas e pontos de interesse fique disponível no menu principal do aplicativo;
  • Aumentar o espaço para digitação da descrição da sinalização;
  • Retirar obrigatoriedade de e-mail;
  • Quando cadastrado, pode-se ter uma opção para guardar o e-mail para ser usado posteriormente, tornando mais prática a sinalização.

Conclusão

A oferta do aplicativo Ciclovida DF é uma louvável iniciativa do GDF, principalmente pela presença das funcionalidades de colaboração. Embora os principais problemas já sejam conhecidos e tenham sido documentados, como a sinalização inadequada e a falta de iluminação em muitos trechos, é fundamental, agora, que quem utiliza a bicicleta na cidade ajude a sinalizar os problemas e exigir as melhorias necessárias na malha cicloviária da capital, bem como a indicar pontos de interesse para incentivar ainda mais o uso da bicicleta. Esperamos que as sugestões aqui sejam consideradas pela coordenação do Fórum de Mobilidade por Bicicleta e que a equipe de desenvolvimento do aplicativo possa implementar as melhorias na versão avaliada, em especial tornando mais clara a distinção entre a malha existente e projetada.

Atualização 1 – 27/05/2014

Notamos que foram feitas algumas atualizações no aplicativo e que algumas ciclovias passaram a constar agora como “em construção”, como é o caso da ciclovia inexistente da EPTG. No entanto, desconhecemos que alguma ciclovia esteja em construção na EPTG. Outro problema é que agora a ciclovia existente no Setor Sudoeste não é apresentada ao usuário.

Além disso, percebemos que todas as marcações enviadas pelos usuários, indicando os problemas existentes na ciclovias e pontos de interesse (ex: bicicletários) desapareceram do aplicativo.

Atualização 2 – 28/05/2014

O aplicativo foi oficiamente lançado hoje (28/05) em cerimônia que aconteceu junto com a inauguração das 10 estações iniciais de bicicletas compartilhadas do projeto Bike Brasília. Os problemas relatados anteriormente ainda persistem. Nenhuma marcação de problema ou ponto de interesse enviado colaborativamente pelos usuários pode ser visualizada no aplicativo.

Notícia do lançamento: http://www.casacivil.df.gov.br/noticias/todas-noticias/item/3659-gdf-lan%C3%A7a-aplicativo-ciclovida-df.html

Atualização 3 – 29/05/2014

A Casa Civil do GDF, por meio de Paulo Passos, nos informou que realmente as marcações de problemas e indicações de pontos de interesse foram retirados do aplicativo em virtude da cerimônia de lançamento e que tais marcações retornarão a partir de amanhã 30/05. Além disso, as sugestões de melhorias serão incorporadas em versões futuras do aplicativo.

Links para Download

Ciclovida DF na Apple App Store para iOS Ciclovida DF no Google Play Store para Android

Leia também a avaliação do Ciclovida DF realizada pelo site Mountain Bike Brasilia

3 comments

E mesmo diversos trechos dados como concluídos estão incompletos.
O mais próximo da realidade das ciclovias hoje, pelo menos no Plano Piloto e vizinhanças, é o mapeamento coletivo de ciclovias feito no opencyclemap.org
Esses mapas são usados off-line por diversos aplicativos de cycling tracking e são abertos para edição. Eu mesmo já me beneficiei bastante com esses mapas confiáveis (o que tem lá, existe) e colaborei um bocadinho também.

Parabéns pelo trabalho e pelo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.