Análise sobre obra na Ponte do Bragueto/Saída Norte é apresentada

Análise sobre obra na Ponte do Bragueto/Saída Norte é apresentada
stucchi
Rafael Stucchi apresentou a análise sobre o projeto

A análise da Rodas da Paz sobre a obra do Trevo de Triagem Norte (TTN, Ponte do Bragueto) foi apresentada no Bicicultura em São Paulo no painel sobre planejamento cicloviário em 27/5, e a apresentação está disponível aqui.

O projeto licitado do TTN não leva em consideração as diretrizes básicas da política nacional de mobilidade urbana, priorizando o transporte individual motorizado em detrimento do não motorizado ou coletivo, como destaca o relatório divulgado pela ONG. Como consequência, as rotas para quem não vai de carro chegam a ser 78% maior. Além de maior, a rota é descontínua e não há previsão de calçadas, fazendo com que pedestres e ciclistas tenham que compartilhar a ciclovia. Analisando-se os caminhos feitos pelos pedestres atualmente, percebe-se ainda que a estrutura proposta não coincide com a real necessidade de deslocamentos.

ponte

Como solução para a humanização, a Rodas da Paz propõe diretrizes como transposições seguras e eficientes do Eixo Rodoviário Norte e da DF-007 (Estrada Parque Torto – EPTT) e requalificação do entorno das rodovias. Para isso propõe a inclusão de uma infraestrutura para ciclistas e pedestres, com acessibilidade, sinalização semafórica e redução dos limites de velocidade para 40 ou 50 km/h dependendo da localidade.

O relatório já havia sido apresentado para o próprio DER em Brasília, no final de 2015, como contribuição para melhoria do projeto, que já se encontrava em tramitação no BNDES. Para divulgar a avaliação da obra, foi feito também uma ação direta na travessia da Ponte do Bragueto, em 30 de novembro de 2015, “Se não dá pra ir pela ponte, o jeito é ir pela água”. A inacessibilidade do projeto orçado em mais de R$ 159 milhões foi pauta de reportagem do Correio Braziliense e também da TV Brasil.

A análise do projeto será apresentada novamente neste domingo 19/6 na 416 Norte na sua horta comunitária às 10h, apareça!

Conheça o relatório completo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.