Arquivo mensais:Março 2018

Afinal, o brasiliense respeita mesmo a faixa de pedestres?

A pesquisa de respeito à faixa de pedestres foi coordenada pela ONG Rodas da Paz em parceria com a ONG Andar a Pé e o Coletivo MOB (Movimente e Ocupe o seu Bairro), e contou com apoio do Departamento de Estatística (Est/UNB) e do Programa de Pós-Graduação em Transportes (PPGT/UNB) da UNB, do Instituto Federal de Brasília (IFB), tendo apoio financeiro do Fundo Socioambiental CASA.

A pesquisa, divulgada em 02/04/2018, foi constituída uma amostra de 340 faixas de pedestres, definida a partir da base geral do DETRAN, totalizando mais de 6 mil travessias, 13 mil veículos e 10 mil pedestres observados. Os resultados indicaram que em 43% das travessias o pedestre é desrespeitado, havendo uma incidência de mais de 12% de situações de risco, acendendo um sinal amarelo para a questão.

Acesse aqui o relatório completo: Pesquisa de Respeito à faixa de pedestres DF – relatório final

Disponibilizamos um guia metodológico para que organizações públicas ou privadas possam utilizar a mesma metodologia no DF ou em outras cidades e regiões, permitindo a comparabilidade temporal e territorial. Neste guia, todas as etapas da pesquisa são apresentadas, incluindo dicas e sugestões para lidar com possíveis problemas. O formulário de coleta em versão editável e um vídeo de treinamento também são disponibilizados para uso por qualquer um que tiver interesse na pesquisa.

Acesse aqui os documentos complementares da pesquisa:

Guia Metodológico

Formulários de coleta

Vídeo de treinamento

 

O ciclista e cicloativista Raul Aragão será homenageado com a Medalha Mérito Desportivo Militar, concedida a militares e civis pelo Ministério da Defesa

Raul aragão no pódio em 1º lugar no fixocult

Hélder Rocha e Renata Aragão, pais de Raul Aragão, participam nesta sexta-feira (2/3) da cerimônia de entrega da Medalha, às 11 horas, no Comando-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, na Fortaleza de São José, na Ilhas das Cobras, centro do Rio de Janeiro.

Este ano, Raul Aragão Rocha é o único civil a receber em caráter póstumo a Medalha do Mérito Desportivo Militar, que será também entregue aos familiares do Coronel Eric Tinoco Marques e do Tenente ­Coronel Uderci Braga Silva.

Além das homenagens póstumas, a Medalha do Mérito Desportivo Militar tem este ano 157 personalidades premiadas, em sua maioria militares das Forças Armadas, do Corpo de Bombeiros, e da Polícia Militar.

Assassinato

Raul Aragão foi morto pelo estudante da Universidade de Brasília (UnB), Johann Homonai, que o atingiu com velocidade de 95 km/h na L2 Norte, uma rua de Brasília cuja velocidade máxima permitida é 60 km/h, no início da tarde de um sábado, 21 de outubro do ano passado.

A L2 Norte tem velocidade de 60 km/h porque dos dois lados da via há residências, comércios, instituições de ensino e organizações religiosas.

Johann Homonai é aluno do curso de Engenharia Elétrica da UnB, filho de empresários donos de uma rede de lanchonetes na cidade.

Raul Aragão

De acordo com a carta encaminhada à família de Raul Aragão, a Medalha é “em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Desporto do Brasil”.

Raul Aragão era esportista e militava em diversas frentes para estimular o uso da bicicleta e o compartilhamento pacífico do espaço urbano, entre bicicletas, pedestres, veículos motorizados e transporte público.

Raul Aragão foi o vencedor do Desafio Intermodal de Brasília de 2017. Ele praticava Bike Pólo e a modalidade Bike Fixa e foi inúmeras vezes campeão nesta categoria, inclusive nos encontros de Bicicultura.

Cicloativista, Raul Aragão militava na OnG Rodas da Paz. Na Ong coordenava o trabalho de contagem de bicicleta e animava o grupo das crianças no Passeio que a instituição promove todos os anos no DF.

Aragão também ensinava adultos e crianças a pedalar pelo movimento Bike Anjo, formado por voluntários.

A homenagem póstuma à Raul Aragão e outros agraciados consta da Portaria 409/18 do Ministério da Defesa, publicada no Diário Oficial da União (DOU) do último dia 6/23, assinada pelo então ministro Raul Jugmann.