Arquivo mensais:outubro 2014

Nessas eleições, vote na mobilidade sustentável

rodas_eleicoesA Rodas da Paz participou do debate eleitoral articulada com outros movimentos da sociedade e apresentando propostas para candidatos a todos os cargos a serem preenchidos nessas eleições. Procuramos todas as coligações, com o objetivo de estabelecer um diálogo propositivo sobre os rumos da política de mobilidade no DF.

Além de elaborar nossa carta compromisso sobre mobilidade sustentável em conjunto com o Movimento Nossa Brasília, colaboramos com a União dos Ciclistas do Brasil no diálogo com os candidatos à presidência, apoiamos a articulação DF em Movimento na elaboração de uma plataforma dos movimentos sociais para o DF e fomos convidados pela revista Veja Brasília para fazer uma pergunta sobre mobilidade no debate realizado entre os candidatos ao Palácio do Buriti.Esperamos que este esforço que fizemos consiga ter ajudado a pauta da mobilidade a ser vista com mais seriedade por nossos políticos e seus assessores, independente de seu partido político.

Dia 5 de outubro é o dia de irmos às urnas mostrar para os candidatos quais são nossas prioridades. É a hora de valorizar aqueles políticos que respeitaram a sociedade ao longo de seu mandato, deixar para trás aqueles que nos decepcionaram e também de dar um voto de confiança a quem nos conquistou com suas propostas novas.

Se você ainda estiver em dúvida sobre quem votar, leia a relação abaixo, dos políticos que demonstraram abertura em dialogar conosco sobre nossas propostas para a mobilidade urbana sustentável. E que tal ir a pé ou de bicicleta depositar seu voto na urna nesse domingo? =)

Candidatos à Presidência que se comprometeram com a Carta da União dos Ciclistas do Brasil, pela mobilidade ciclística:
Dilma Roussef (PT)
Eduardo Jorge (PV)
Luciana Genro (PSOL)
Marina Silva (PSB)

Candidatos a governador que assinaram as 3 propostas prioritárias referentes à mobilidade, apresentada na carta DF em movimento:
Agnelo Queiroz – não agendou a realização do desafio de andar de transporte coletivo
Rodrigo Rollemberg (PSB) – aceitou o desafio de andar de transporte coletivo e fez o trajeto Rodoviária-Ceilândia utilizando o Metrô às 18:00 de uma sexta. Veja as fotos.
Toninho do PSOL – aceitou o desafio de andar de transporte coletivo e fez o trajeto Gama-Rodoviária utilizando linha alimentadora e o Expresso DF às 6:30 de uma terça. Veja as fotos.

Candidatos ao Senado que assinaram as 3 propostas prioritárias referentes à mobilidade, apresentada na carta DF em movimento:
Aldemário Araújo (PSOL)
Expedito Medonça (PCO)
Jamil Magari (PCB)
Robson da Silva (PSTU)

Candidatos proporcionais que assinaram a carta compromisso do Movimento Nossa Brasília e da Rodas da Paz sobre mobilidade sustentável:

Postulantes a Deputado Federal:
André Lima (PSB)
Erika Kokay (PT)
Eduardo Brandão (PV)
Maria Lúcia Fatorelli (PSOL)
Mauro Ferrazza (PTB)
Policarpo (PT)
Rafa Madeira (PSOL)
Raphael Sebba (PSB)
Rôney Nemer (PMDB)

Postulantes a Deputado Distrital:
André Dutra (PSB)
Ailton Ribeiro (PSDB)
Ayrton Sousa (PSD)
Bertha Rocha (PSB)
Camilo Mussi (PSD)
Charles Kireibara (PTB)
Chico Leite (PT)
Chico Sant’anna (PSOL)
Cláudio Abrantes (PT)
Daniel Seidel (PT)
Duda Moll (PTdoB)
Dr. Michel (PP)
Edmilson Gama (PT)
Fábio Felix (PSOL)
Fábio Marreco (PSD)
Israel Batista (PV)
Itamar (PSOL)
João Francisco Maria (PSB/Rede)
Joe Valle (PDT)
Joyce Matias (PSB)
Jorge Antunes (PSOL)
Higor Guerra (PDT)
Kaká Guimarães (PEN)
Luciano Lima (PPS)
Maninha (PSOL)
Marcelo Ottoni (PV)
Newton Lins (PSL)
Raul Cardoso (PT)
Rejane Pitanga (PT)
Riane (PSOL)
Richard Ceschini (PSDC)
Ziller (PSB)
Wasny (PT)

Os candidatos tiveram até o dia 30 de setembro para imprimir a carta compromisso com a mobilidade sustentável e enviá-la assinada para o e-mail [email protected]org.br.Todos os candidatos que assinaram a carta tiveram seu nome igualmente divulgado.

Sabemos que a mudança não começa nem termina apenas com o voto. Este é um momento importante e que deve ser levado a sério, mas o trabalho mais fundamental é o controle social e a participação social na formulação, gestão e avaliação das políticas públicas. Continuaremos de olho no próximo governo no DF, e queremos que você nos ajude ficando de olho também.