Arquivo mensais:setembro 2014

VI Desafio Intermodal do DF: veja os resultados!

Foi realizada, dia 15 de setembro, a sexta edição do Desafio Intermodal de Brasília. O Desafio ocorre em várias cidades do Brasil, sempre em uma data próxima ao dia mundial sem carro e se propõe a avaliar a eficiência de diversos meios de transporte num trajeto tradicional da cidade. São três os critérios utilizados para a avaliação: tempo gasto para se chegar ao destino final, custo monetário e emissão de poluentes. Por isso, não basta chegar em primeiro lugar: o impacto ambiental e o peso do transporte no orçamento no final do mês também contam.

No total, 23 voluntários saíram no mesmo horário (7:37:00) e local (QE 07 do Guará I) até o Museu Nacional, num percurso que variou de 13 a 16kms, de acordo com o trajeto escolhido. Foram 13 modalidades de deslocamento avaliadas, incluindo deslocamentos mistos: Moto, Carro, Taxi, Ônibus, Metrô, Bicicleta Mountain Bike, Bicicleta Speed, Bicicleta Fixa, Bicicleta Urbana, Bicicleta Urbana + Metrô, Bicicleta Dobrável + Ônibus, Bicicleta Tandem, deslocamento a pé (corrida, incluindo um corredor descalço).

Observações
Levando em conta fatores como a emissão de poluentes por passageiro, a emissão de ruídos e o custo financeiro da viagem, pode-se verificar que a liderança da bicicleta como meio mais eficiente vai muito além do tempo de deslocamento, tendo diversos benefícios coletivos. Apesar de ter chegado em primeiro, a Moto tem maior custo, emite mais poluentes e gera maior risco ao usuário.
Apesar de praticamente não haver estrutura cicloviária no trajeto e de grande parte dos motoristas não conhecer as regras em relação à bicicleta como meio de transporte, esta se confirma novamente como uma alternativa eficiente e viável. Nesse sentido, o uso da bicicleta deveria ser incentivado e estimulado por meio de políticas públicas de ampla dimensão.
Embora tenham sido mais lentos (em especial o ônibus, que chegou apenas pouco antes de quem foi a pé), o ônibus e o metrô também ganham do carro e do táxi nos critérios de sustentabilidade ambiental, custo individual e custo social, já que são mais baratos e transportam muito mais passageiros, ajudando também a evitar congestionamentos. Particularmente, o ônibus teve desempenho bastante insatisfatório em relação ao critério de tempo. Este foi o primeiro intermodal feito após o edital de licitação de troca dos ônibus.

Confirma-se, pelos resultados do Desafio Intermodal, que há uma inversão de prioridades no investimento dos recursos públicos, com maiores gastos nos meios menos eficientes.

O relatório final com as análises comparativas com anos anteriores, avaliações dos participantes sobre praticidade, conforto e segurança do trajeto e imagens do evento está disponível aqui.

Dia Mundial Sem Carro 2014: atividades no DF

Desde 1997 na França e desde 2003 no Brasil, várias cidades vem experimentando um dia sem carro. A proposta é provocar a discussão da dependência que temos do transporte individual motorizado e como as cidades podem se tornar mais receptivas a outras formas de transporte, mais eficientes, mais sustentáveis e mais seguras.

Aqui no Distrito Federal já tem atividades previstas para acontecer na semana do dia 15 a 22 de setembro, mas ainda pode ser feito muito mais! Se você ou sua entidade for fazer algo, nos avise que ajudaremos a divulgar! Envie sua ação para [email protected]

15/9 segunda – 7h30 – Desafio Intermodal – McDonald’s do Guará
O Desafio Intermodal avalia quais são os meios de locomoção mais eficientes no meio urbano num dia comum. A proposta não é apenas medir a velocidade e quem chega primeiro, é avaliar o custo ambiental, econômico e social de cada meio de transporte. Em 2013 participaram carro, táxi, patins e ônibus, bicicleta fixa, bicicleta speed, metrô, bicicleta e metrô, pedestre e ônibus.

Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/1512849008955173/
Organização: Rodas da Paz

21/9 domingo – 9:39 – 1ª Caminhada Jane Jacobs Brasília –
Inspiradas pela obra de Jane Jacobs e sua visão humanizadora do planejamento urbano, pessoas de diversas cidades do mundo organizam as “Jane Jacobs Walk”, uma proposta interativa de conhecimento de espaços urbanos. Esse ano ano vai acontecer a primeira edição em Brasília. Dia 21 de setembro, domingo agora, concentração 9:30h no estacionamento ao lado do Posto de Saúde da 208/408 norte. O percurso será feito nas seguintes quadras da Asa Norte: 408 (residencial), 208 (comercial), 108 (comercial), 308 (residencial), 108 (residencial), 109 (residencial) e Eixão (altura da 109 e 209).
Evento: https://www.facebook.com/events/1533123236900483
Organização: Campanha Sinalize

22/9 segunda – 7h00 até às 19h –Vaga Viva no Setor Comercial Sul –
Sabe o espaço ocioso que é ocupado por um carro parado o dia inteiro numa das áreas mais movimentadas de Brasília?
No Dia Mundial Sem Carro vamos montar uma vaga viva no Setor Comercial Sul, mostrando como esse espaço poderia ser bem aproveitado se não estivesse tomado pro carros!
Começa às 7 da manhã e vai até às 19h, com bandas de rock encerrando o dia!
Serão 3 vagas, paralelas à calçada em frente à loja Ótica Focaliza, quadra 05.
Atividades confirmadas:
– oficina de mecânica de bicicleta Pedalando nas Nuvens
– massagem
– música
– yoga
– troca de livros Roda do Livro
– cabide solidário para doação de roupas
– ponto wifi liberado

Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/367740356712552/
Organização: Movimento Nossa Brasília

Carta Compromisso com a mobilidade sustentável: quais candidatos assinaram?

A Rodas da Paz participou do debate eleitoral articulada com outros movimentos da sociedade e apresentando propostas para candidatos a todos os cargos a serem preenchidos nessas eleições.

Veja só como foi a adesão às propostas que pautam a mobilidade sustentável!

Candidatos à Presidência que assinaram a Carta da União dos Ciclistas do Brasil, pela mobilidade ciclística:
Eduardo Jorge (PV)
Luciana Genro (PSOL)
Marina Silva (PSB)
Dilma Roussef (PT)

Candidatos a governador que assinaram as 3 propostas prioritárias referentes à mobilidade, apresentada na carta DF em movimento:
Agnelo Queiroz – não agendou a realização do desafio de andar de transporte coletivo
Rodrigo Rollemberg (PSB) – aceitou o desafio de andar de transporte coletivo e fez o trajeto Rodoviária-Ceilândia utilizando o Metrô às 18:00 de uma sexta. Veja as fotos.
Toninho do PSOL – aceitou o desafio de andar de transporte coletivo e fez o trajeto Gama-Rodoviária utilizando linha alimentadora e o Expresso DF às 6:30 de uma terça. Veja as fotos.

Candidatos ao Senado que assinaram as 3 propostas prioritárias referentes à mobilidade, apresentada na carta DF em movimento:
Aldemário Araújo (PSOL)
Expedito Medonça (PCO)
Jamil Magari (PCB)
Robson da Silva (PSTU)

Candidatos que assinaram a carta compromisso do Movimento Nossa Brasília e da Rodas da Paz sobre mobilidade sustentável:

Postulantes a Deputado Federal:
André Lima (PSB)
Erika Kokay (PT)
Eduardo Brandão (PV)
Maria Lúcia Fatorelli (PSOL)
Mauro Ferrazza (PTB)
Policarpo (PT)
Rafa Madeira (PSOL)
Raphael Sebba (PSB)
Rôney Nemer (PMDB)

Postulantes a Deputado Distrital:
André Dutra (PSB)
Ailton Ribeiro (PSDB)
Ayrton Sousa (PSD)
Bertha Rocha (PSB)
Camilo Mussi (PSD)
Charles Kireibara (PTB)
Chico Leite (PT)
Chico Sant’anna (PSOL)
Cláudio Abrantes (PT)
Daniel Seidel (PT)
Duda Moll (PTdoB)
Dr. Michel (PP)
Edmilson Gama (PT)
Fábio Felix (PSOL)
Fábio Marreco (PSD)
Israel Batista (PV)
Itamar (PSOL)
João Francisco Maria (PSB/Rede)
Joe Valle (PDT)
Joyce Matias (PSB)
Jorge Antunes (PSOL)
Higor Guerra (PDT)
Kaká Guimarães (PEN)
Luciano Lima (PPS)
Maninha (PSOL)
Marcelo Ottoni (PV)
Newton Lins (PSL)
Raul Cardoso (PT)
Rejane Pitanga (PT)
Riane (PSOL)
Richard Ceschini (PSDC)
Ziller (PSB)
Wasny (PT)

Os candidatos tiveram até o dia 30 de setembro para imprimir a carta compromisso com a mobilidade sustentável, e enviá-la assinada para o e-mail [email protected] Todos os candidatos que assinaram a carta tiveram seu nome igualmente divulgado.